When you arrive, it’s pretty spectacular. The city, that calls itself the last city of the world, is surrounded by the Andes range of mountains, in dark brown shades with snowy peaks and the Beagle channel at the bottom, where the two oceans, Atlantic and Pacific meet.

uhsuaia02
Ushuaia

It’s a known touristic place because it offers all kind of sports like ski in the winter, navigations and trekking. If you want to go on a last-minute cruise to Antarctica, this is the place: it’s only 1000 km from away! We only stayed for a couple of days because it’s pretty expensive (it was high season also) and we stayed in a hostel which was a little far away from the city center but still very comfortable but cheaper. We didn’t eat out and took food to do the trekking.

Although we went in the summer time, the weather is always cold and windy. André comes from a city that lies in the equatorial line, so he never had experience such cold weather ever before!

From the city center, we shared a taxi with another tourist to the entrance of the Tierra del Fuego National Park. You can take a train a touristic train to get there, the end of the world train, but the train station is 8 km away from the city center: it tells a little about the history of Ushuaia, when it was a prison state, but we were excited to discover the Patagonian natural landscape so we just went straight to the entrance.

In the entrance of the park, you will have to pay a small fee, from there you will have 4 trails (they’re called senderos) to choose from. We did the coastal trail, along the bay. It takes around 3 hours and the dificulty is easy-medium. In Isla Rendonda, the starting point of two of the trails, you can also stamp your passports with a penguin stamp like us!

uhsuaia04.jpg
Penguin stamp!

This is a great park because when you enter you can stay in the park for 3 days. If you want to camp, there are camping sites near the entry of the trails, with good structure. After we finished the trail,  we stopped at a cafeteria and cultural center with an exhibit about the indigenous people who lived there before, from here we also found out that there are small vans taking tourists from and to the city, so ask around!

The other thing we did was a navigation to see the nautical wildlife. Unfortunately we didn’t manage to see penguins, because of the timetable. All the boat companies have the same price for the navigations. They will take you to see the lighthouse from the end of the world and other islands with lots of sea lions, and sea birds. If you have travelled this far you should definitely try to see the pinguins in their natural habitat, they are too cute!

sealions
Sea Lions – aren’t they cute?

If you’re travelling in high season be smart about getting out of Ushuaia. From here you only have 3 options: to fly (expensive), by boat (expensive and maybe not going where you want to go) or by bus (cheapest). But even in the high season, there will be only 1 bus a day and not everyday… for our luck, a nice Danish guy (thanks Simon!) left us buy the tickets before him and he actually took the last ticket for the bus next day.


Ushuaia, quando você sai do avião, é bem espetacular. A cidade que se auto intitula como a cidade mais austral do mundo é rodeada pela cordilheira Andina, em tons marrons escuros, com neve nos seus picos e em baixo, abraçada pelo canal de Beagle, onde dois oceanos se encontram.

É uma cidade sobejamente conhecida, pois oferece vários tipos de actividades, quase todos relacionados com a natureza a fauna e flora que habita no seu clima inóspito. É uma cidade cara, pois para além de turistica é remota. E apesar de ser verão, a temperatura não era alta para além da massa de vento polar que se sente de tempos em tempos. O André é cearense e nunca tinha sentido tanto frio na vida!

Para pouparmos um pouco, ficamos num hostel mais longe do centro da cidade. Comemos no hostel e levamos comida para fazer o trekking. No final decidimos gastar um pouco e como era nosso aniversário de namoro comemos um delicioso King Crab, a um preço razoável, ainda que caro.

centoja
King Crab

Do centro da cidade, pegamos um taxi com outro turista para a entrada do Parque Nacional da Terra do Fogo. Pode-se ir por trem mas para além de não ser muito barato, pois é uma atração turísitica, a estação do trem fica longe do centro. Além disto, estavamos muito entusiasmados para descobrir a paisagem patagónica então fomos diretos para o parque. O Parque Nacional da Terra do Fogo é bem legal porque tem várias trilhas que você pode escolher fazer e tem uma boa estrutura, se você quiser, pode inclusive ficar por lá acampado.

tierradelfuego-01
Tierra del Fuego National Park

A trilha que escolhemos foi a da Costa, demora cerca de 3 horas e dificuldade baixa. Ela é quase sempre ao longo dos lagos e enseadas e apesar do sol não estar a brilhar, a paisagem é espetacular. No inicio da trilha, na Isla Redonda, pode-se carimbar os passaportes com um carimbo de penguim! O final da trilha acaba num café e centro cultural com uma exposição sobre os indigenas que por lá moravam. Foi aqui também que descobrimos que existem pequenas vans que fazem o transporte da cidade até ao parque, por isso perguntem no hostel!

A outra coisa que fizemos, foi a navegação do canal de Beagle. As empresas que fazem estas navegações oferecem praticamente os mesmos passeios por preços muito similares. Infelizmente perdemos o horário para fazer a navegação dos pinguins (ela demora mais pois a ilha é mais longe).Nos passeios normalmente se visita o último farol do mundo e outras ilhas habitadas por cormorões (ave marítima) e leões marinhos.

uhsuaia01
Farol do Fim do Mundo • Lighthouse of the end of the world.

Se você está em Ushuaia, fique esperto de como sair da cidade. As maneiras de sair são: de avião, maneira mais cara, de barco ou de ônibus, maneira mais barata. Contudo, se escolher este último, compre o seu bilhete com antecedência, pois mesmo na alta estação não existem ônibus todos os dias. Tenha atenção que a próxima cidade fica a poucos kms mas distante, pois você se encontra numa ilha e terá de atravessar o conhecido Estreito de Magalhães para ir para a próxima cidade!